Problemas em ser fiador? Saiba como resolvê-los!


A responsabilidade de se tornar um fiador é muito grande e necessita de alguns pré-requisitos impostos pela imobiliária.


Se você já morou de aluguel sabe o quão é difícil preencher todos os requisitos exigidos pela imobiliária ou mesmo pelo proprietário. Na tentativa de ajudar aquele amigo ou parente que está passando por uma situação semelhante a que você já passou, é natural se prontificar a ser fiador. Contudo, por quaisquer motivos, algumas coisas podem dar errado no futuro e você acabará tendo que assumir a responsabilidade do pagamento.


Os problemas não têm solução pronta, pois cada caso é diferente, mas para ajudá-lo a se precaver e resolver, juntamos informações sobre os problemas mais comuns e algumas das possíveis soluções.


Antes de ser fiador

Leia atentamente o contrato. Pode parecer óbvio, mas esta é a melhor forma de se precaver de problemas futuros. Por confiar nas pessoas envolvidas, ou até mesmo por preguiça de ler um extenso contrato, algumas cláusulas passam despercebidas e podem agravar os problemas quando na inadimplência. Por isso, sempre leia tudo até o final. Caso surja alguma dúvida, procure assistência jurídica.


Exija que no contrato sejam especificados claramente as cláusulas sobre o benefício da ordem e exoneração da fiança. O benefício da ordem garante que, caso haja a ocorrência de dívida, você só arcará com as despesas do imóvel depois da execução dos bens do locatário para o pagamento. Já a exoneração da fiança garante a saída do negócio no momento em que lhe convier. Ter essas cláusulas claras e bem especificadas no contrato dão mais segurança e tempo para resolução na ocorrência de um problema.


Problema: Inadimplência – Até 3 meses

Solução: Alguns problemas nos pegam de surpresa e isto pode ter acontecido ao locatário, impossibilitando-o de pagar suas dívidas. Antes de buscar consultoria jurídica, entenda a situação em que se encontra o locador: se ele tem previsão de pagamento, se existe alguma outra opção para ele conseguir o dinheiro, tente ajudá-lo a sair dessa situação da melhor forma. Conversar e ser transparente com a imobiliária, ou proprietário, em relação aos motivos do atraso é a melhor saída nestes momentos. Muitas vezes é possível fazer um acordo extra-judicial entre as partes envolvidas a fim de solucionar os problemas.


Problema: Inadimplência – Mais de 3 meses

Solução: Quando passa de 3 meses de inadimplência e já houveram negociações com imobiliária e locatário, mas nenhuma solução foi encontrada, é necessário ingressar com um processo judicial. Nestes casos extremos, como você se responsabilizou em contrato a pagar, a decisão judicial tende a ser favorável ao proprietário ou imobiliária pois são eles os maiores lesados. Analise se o contrato possui a cláusula de ‘benefício de ordem’, além disso proponha um acordo de pagamento entre as partes. Contar com um advogado especializado na causa ajuda a solucionar rapidamente o problema.


Por estar caindo em desuso, atualmente não existe nenhum órgão de proteção ao fiador, por isso todo cuidado é pouco na hora de assumir esse compromisso. Procure analisar friamente as condições financeiras, suas e do locatário e só assine o contrato de locação após ler atentamente e sentir-se seguro para assumir a responsabilidade. Procurar um advogado para tirar suas dúvidas e fazer alterações contratuais é uma ótima maneira de se precaver.


Se já houve o problema em relação ao locatário e todas as possibilidades de negociação foram esgotadas, procure por ajuda jurídica gratuita nos órgãos competentes da cidade ou com seu advogado de confiança.


Fonte:

http://www.imovelweb.com.br/noticias/problemas-em-ser-fiador-saiba-como-resolve-los/


Gostou da matéria? Clique aqui e faça sua Avaliação. Ajude outros locatários!

Posts Destacados 
Posts Recentes 
Siga nos
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page
Procure por Tags