top of page

Aluguel sem imobiliária: o que você precisa saber antes de fechar o contrato


Alugar um imóvel é uma decisão importante que envolve muitos fatores, como localização, preço, conforto e segurança. Por isso, é essencial verificar as informações prestadas pelo proprietário antes de fechar o contrato, especialmente se você não contar com o auxílio de uma imobiliária. Neste texto, vamos dar algumas dicas de como fazer isso de forma eficiente e segura.


1. Pesquise sobre o imóvel e o proprietário


Antes de visitar o imóvel, faça uma pesquisa na internet sobre ele e sobre o proprietário. Você pode usar sites como o Bing ou o Google para buscar informações como:

  • O endereço completo do imóvel e sua localização no mapa.

  • O valor médio do aluguel e do condomínio na região.

  • A existência de reclamações ou problemas relacionados ao imóvel ou ao proprietário.

  • A reputação do proprietário como locador, se ele possui outros imóveis ou se já teve conflitos com inquilinos anteriores.

  • A situação jurídica do imóvel e do proprietário, se há pendências, dívidas ou processos envolvendo ambos.

Essas informações podem ajudá-lo a ter uma ideia mais clara do imóvel e do proprietário, além de evitar possíveis golpes ou fraudes.


2. Visite o imóvel e confira as condições


Depois de fazer a pesquisa, agende uma visita ao imóvel e confira pessoalmente as condições do mesmo. Observe os seguintes aspectos:

  • A estrutura física do imóvel, se há rachaduras, infiltrações, mofo, vazamentos, problemas elétricos ou hidráulicos, etc.

  • A conservação e a limpeza do imóvel, se há manchas, sujeira, danos, objetos quebrados ou faltando, etc.

  • A ventilação e a iluminação do imóvel, se há janelas, portas, cortinas, lâmpadas, tomadas, interruptores, etc.

  • A segurança do imóvel, se há fechaduras, grades, alarmes, câmeras, porteiros, etc.

  • A comodidade do imóvel, se há móveis, eletrodomésticos, utensílios, armários, etc.

  • A localização do imóvel, se há comércio, transporte, serviços, lazer, etc. próximos.

Durante a visita, tire fotos e faça anotações de tudo que você observar, para poder comparar com as informações prestadas pelo proprietário e com outros imóveis que você visitar.


3. Converse com o proprietário e esclareça as dúvidas


Após a visita, converse com o proprietário e esclareça todas as suas dúvidas sobre o imóvel e o contrato de aluguel. Algumas perguntas que você pode fazer são:

  • Qual é o valor do aluguel e do condomínio, e quais são as formas e as datas de pagamento?

  • Quais são as garantias exigidas para o aluguel, como fiador, seguro-fiança, caução, etc.?

  • Quais são as regras e as responsabilidades do inquilino e do proprietário, como manutenção, reparos, reformas, etc.?

  • Quais são as multas e as penalidades em caso de atraso, inadimplência, rescisão, etc.?

  • Quais são os documentos necessários para o aluguel, como RG, CPF, comprovante de renda, etc.?

Não tenha vergonha de perguntar e de negociar as condições do aluguel, pois isso pode evitar problemas futuros e garantir uma relação mais transparente e harmoniosa entre você e o proprietário.


4. Verifique a documentação e o contrato


Antes de assinar o contrato, verifique a documentação do imóvel e do proprietário, e confira se os dados estão corretos e atualizados. Alguns documentos que você deve solicitar são:

  • A matrícula do imóvel, que comprova a propriedade e a situação do mesmo.

  • A certidão negativa de débitos do imóvel, que comprova que não há dívidas de IPTU, condomínio, água, luz, etc.

  • A certidão negativa de débitos do proprietário, que comprova que não há dívidas de imposto de renda, INSS, etc.

  • A certidão negativa de ações judiciais do imóvel, que comprova que não há processos envolvendo o mesmo.

  • A certidão negativa de ações judiciais do proprietário, que comprova que não há processos envolvendo o mesmo.

Além disso, leia atentamente o contrato e verifique se todas as cláusulas estão de acordo com o que foi combinado com o proprietário. Se houver algo que você não entenda ou não concorde, peça esclarecimentos ou solicite alterações. Não assine o contrato sem ter certeza de que está tudo certo.


5. Faça uma vistoria e registre o estado do imóvel


Por fim, antes de se mudar, faça uma vistoria no imóvel e registre o estado do mesmo. Você pode usar as fotos e as anotações que você fez na visita, ou fazer novas. O objetivo é documentar como o imóvel estava quando você recebeu, para evitar cobranças indevidas ou descontos no final do contrato. Alguns itens que você deve verificar são:

  • As paredes, o piso, o teto, as portas e as janelas do imóvel, se há riscos, furos, trincas, etc.

  • As instalações elétricas, hidráulicas, de gás e de internet do imóvel, se há funcionamento, vazamento, curto-circuito, etc.

  • Os móveis, os eletrodomésticos, os utensílios, os armários e os acessórios do imóvel, se há defeito, quebra, falta, etc.

Faça um relatório da vistoria e peça para o proprietário assinar junto com você, reconhecendo o estado do imóvel. Guarde uma cópia do relatório e das fotos, e entregue outra ao proprietário. Isso pode evitar conflitos e garantir seus direitos como inquilino.


Espero que este texto tenha sido útil para você!

Posts Destacados 
Posts Recentes 
Siga nos
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
  • Wix Google+ page
Procure por Tags
bottom of page